Record questiona verba pública destinada a evento católico

Padrão

Uma relação que podemos refletir em nossos grupos de jovens: fé, mídia e política. Confira abaixo a matéria.

Se a emissora é administrada por um bispo de uma igreja, conseguiria ser imparcial ao fazer uma matéria sobre outra igreja?
Se o jornal não procurou a assessoria da deputada sequer a da comissão organizadora, a matéria foi mesmo imparcial?
Se há tantos políticos que sempre destinam recursos às igrejas cristãs isso seria uma ameaça apenas contra a fé alheia?
Se o dinheiro público pertence ao povo, ele poderia ser investido em uma manifestação de fé de apenas um segmento?
Ou, se o dinheiro público pertence ao povo, ele poderia ser investido na manifestação de fé da juventude católica?
Qual sua opinião sobre o assunto?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s