Risco de acidentes aumenta nas vias entre Santos e São Vicente

Padrão

Presidente Wilson, Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes. O que um ex-presidente norte-americano, uma santa e um renomado poeta têm em comum? Todos dão nome a vias santistas que estão nas divisas com outros municípios e, coincidentemente, são campeãs das estatísticas de acidentes, conforme dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) obtidos pelo jornal A Tribuna.

Em 2010, foram registrados, nesses locais, 696 acidentes, o que corresponde a 6,7% do total (10.288) de colisões ocorridas no Município. Em 2011, embora o número total de ocorrências tenha diminuído para 9.750, as estatísticas de colisões nessas avenidas cresceram, passando para 705 acidentes (7,6% do total). Em comparação, a frota de veículos da Cidade aumentou 4,4% no período, passando de 272.139 para 284.009.

A Avenida Presidente Wilson registrou 283 colisões e, entre os principais problemas, o número de ciclistas pedalando fora da ciclovia, sem comentar sobre a falta de continuidade da motovia adotada no trecho vicentino. Já na Avenida Nossa Senhora de Fátima, o maior risco é o estreitamento da pista no lado santista e, consecutivamente, o conflito entre caminhões e veículos menores. A via teve 223 acidentes no ano passado. Também é o afunilamento de quatro para três faixas na Avenida Martins Fontes que causa o maior número de acidentes no logradouro – ao todo, foram 199 no último ano.

*Fontes: BoqNews/Alcione Herzog – Jornal A Tribuna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s