Maria dos Acolhidos – Ana Câmara

Padrão

Durante o mês de novembro, publicaremos textos em homenagem às mulheres engajadas em causas sociais pela Baixada Santista. Trata-se de trechos do livro ‘Relicário de Marias’, resultado de dez pejoteiros a partir do tema do DNJ em 2011: Juventude e Protagonismo Feminino.

É sempre bom também obter auxilio e atenção de pessoas que possam apenas nos escutar, não só nos momentos bons, mas também principalmente nos ruins. E é exatamente isso que ocorre na Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Santos).

Ana Marques Câmara é, sem dúvidas, uma mulher de fibra. Desde fevereiro de 2011, está à frente do Serviço de Escuta na comunidade, baseado na iniciativa desse projeto em São Paulo (SP). A equipe santista de pouco menos de 10 pessoas que trabalham voluntariamente são capacitadas pelo grupo de Apoio da Escuta na capital.

Trata-se de um espaço dedicado àqueles que necessitam de que alguém os escute para um desabafo, uma reflexão e de uma busca de compreensão da própria situação existencial. O Serviço de Escuta tem como princípio a privacidade e o sigilo a respeito do que for conversado, e o respeito pelo modo de pensar, crenças e convicções da pessoa que o procura.

Apesar do pouco tempo de realização do projeto, não é difícil imaginar os benefícios que eles trazem para as pessoas que lá buscam refúgio para seus problemas e questões que passam individualmente.

O Serviço de Escuta repercute cada vez mais entre os paroquianos. Desde sua implantação, mais de 40 pessoas já vivenciaram essa experiência na comunidade.  A cada vez que passa os atendimentos crescem mais e mais e se torna evidente a gratificação nos olhos das pessoas que lá são atendidas.

Na secretaria da paróquia, o interessado marca o horário de atendimento do Serviço. Dois voluntários costumam se revezar pelas tardes de cada dia da semana. Por ser desenvolvido por voluntários, o trabalho se difere de um acompanhamento psicológico ou uma terapia: o serviço não possui uma continuidade. Porém, as pessoas sempre serão acolhidas quando precisarem e têm a opção de agendar um novo encontro no local. Ana convida: “Se você sentir essa necessidade, temos pessoas disponíveis e dedicadas a lhe acolher”.

Por Marcelo de Jesus Santos Júnior

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s