Maria das Vozes – Isabel Machado

Padrão

Durante o mês de novembro, publicaremos textos em homenagem às mulheres engajadas em causas sociais pela Baixada Santista. Trata-se de trechos do livro ‘Relicário de Marias’, resultado de dez pejoteiros a partir do tema do DNJ em 2011: Juventude e Protagonismo Feminino.

Com 30 anos de carreira em ser a voz feminina de rádios e jornais, Isabel Machado decidiu recentemente também dedicar suas mãos às mulheres. Nascida em Santos em 23 de setembro de 1960, Isabel desde pequena era devota de Maria. Sua mãe, grávida de seis meses, contraiu tétano e, pedindo a intercessão de Nossa Senhora Aparecida, pediu para que sua filha sobrevivesse e nascesse sem a doença.

Isabel veio ao mundo, cresceu e, adulta, ingressou na carreira de jornalista. Em 1978 já participava da Rádio Atlântica, passando pelas emissoras Tribuna AM, Tribuna FM e, com o tempo, ganhando as cores da televisão: TV Litoral, Band TV e TV Primeira. Destacou-se como apresentadora do primeiro programa feminino na Região e, na Santa Cecília TV, esteve à frente de ‘Mulheres de Gaia’ e ‘Mulheres Dez’ entre 2004 e 2010.

Trabalhando diretamente com o público feminino, engajou-se em uma campanha como vereadora de São Vicente em 2008 e conheceu ainda mais de perto a área continental da Cidade. Perdeu a eleição, conquistou uma causa: a ONG Mulheres Dez.

O principal objetivo da entidade é a geração de renda para as mulheres carentes da área continental a partir de cursos gratuitos de artesanato, tapeçaria e artes plásticas ministrados por voluntárias. Assim como os produtos, doações feitas à casa também são vendidos no Bazar 10, que tem seus investimentos revertidos à ONG.

Ainda são oferecidas atividades como ioga, meditação e ginástica. Em 2010, uma casa no Jardim Rio Branco teve as paredes rosadas de uma só vez para abrigar a ONG. Lá também é palco de seminários e palestras sobre prevenção à saúde, planejamento familiar e violência doméstica. Aliás, a ONG também pretende semanalmente promover assessoria jurídica e psicológica às mulheres atendidas.

Aos poucos, Mulheres Dez vai ganhando reconhecimento a partir da facilidade de Isabel em lidar com as redes sociais e os meios de comunicação. A ONG já fez parcerias específicas com outras entidades, como doações a asilos e visitas às escolas, e até a criação de uma árvore de natal sustentável na loja Club Pitanga.

Mas uma data que realmente mostra o esforço da Mulheres Dez foi o Dia Social 2011, que contou com o apoio da Igreja Batista e de outras ONGs e estabelecimentos comerciais. Mais de 500 pessoas carentes puderam participar das atividades: lazer, bazar, oficina de brinquedos reciclados, distribuição de revistas, aferição de pressão, medição de diabetes, breves consultas com oftalmologista, corte de cabelo e assessoria jurídica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s