Arquivo da tag: campanha da fraternidade

SUS do B: O sistema verdadeiramente único!

Padrão

 

Há oito dias, José Sarney presidiu no Senado uma cerimônia de celebração à Campanha da Fraternidade da CNBB, batizada neste ano de ‘Fraternidade e Saúde Pública’. Ao discursar, Sarney lamentou que os patrícios ainda tenham de lidar com um serviço de saúde doente.

“A Campanha da Fraternidade tem razão quando diz que o SUS ainda não conseguiu ser implantado em sua totalidade e ainda não atende a contento, sobretudo os mais necessitados desse serviço. Infelizmente, nós lidamos com a ausência de recursos e os investimentos não acontecem na escala necessária.”

O lamento de Sarney não vale para o Senado, a Casa que preside pela quarta vez. Ali, funciona uma espécie de ‘SUS do B’, um sistema de saúde verdadeiramente único e universal. Oferece todos os privilégios e regalias que o dinheiro do contribuinte pode pagar. No Brasil e no exterior.

O repórter Chico de Gois leva às páginas notícia sobre esse SUS dos sonhos. Sem desembolsar um mísero centavo, os senadores e seus dependentes dispõem de assistência médica pelo resto da vida. Não há carências nem limite de gastos. Basta apresentar a nota. Vale tudo, inclusive conta de dentista.

Há casos em que os reembolsos ultrapassam a casa dos R$ 100 mil anuais. Desde 2007, os ressarcimentos sorveram das arcas do Tesouro R$ 17,9 milhões. Incluindo-se os ex-senadores, a conta é engordada em R$ 72, bilhões. Salta, então, para R$ 25,1 milhões.

Sim, acredite, o seu dinheiro custeia também as consultas e os exames dos ex-senadores. Para desfrutar do “direito” de desafiar a paciência alheia, os pacientes do Senado nem precisam passar pelo inconveniente das urnas. Um suplente sem votos escala o Éden depois de exercer o mandato por escassos seis meses.

Para os ex-senadores, o ‘SUS do B’ impõe um teto de despesas: generosos R$ 32.958,12. Mas esse limite é frequentemente ultrapassado. Em 2008, o ex-senador Moisés Abrão Neto (PDC-TO) espetou na bolsa da Viúva despesas médicas de R$ 109.267.

No ano anterior, 2007, o ex-senador Divaldo Suruagy (PMDB-AL), fora do Senado desde 1994, teve ressarcida uma conta do dentista: R$ 41.500. De volta a 2008, contribuinte pagou R$ 67 mil pelo tratamento dentário da mulher do ex-senador Levy Dias (DEM-MS).

Há casos que, por inexplicáveis, dispensam explicações. Certos ex-senadores apresentam faturas médicas que coincidem com o teto de R$ 32,958,12. Valor exato, cravado até nos centavos. Foi o que sucedeu com pelo menos três ex-senadores: Lúdio Coelho (2009); Levy Dias, de novo ele (2010); Carlos Magno Barcelar (2011); e Antonio Lomanto Júnior (2011).

Afora os ressarcimentos de tratamentos privados, os senadores dispõem, no prédio do Senado, de um posto de saúde. Coisa fina, indisponível em muitos municípios brasileiros. Tratados assim, terão vida longa –os senadores, os ‘ex’, e a conta imposta aos contribuintes em dia com o fisco.

*Josias de Souza(Blog do Josias- UOL)

JMJ e Campanha da Fraternidade 2013: dois marcos para a juventude do Brasil

Padrão

Dois mil e treze será um ano importantíssimo para a juventude do Brasil. Além da Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro, de 23 a 28 de julho, a Campanha da Fraternidade da Igreja no Brasil motivará a sociedade na reflexão de temáticas sobre a juventude. Deste modo, a CF do ano que vem terá como tema “Fraternidade e Juventude” e como lema “Eis-me aqui. Envia-me” (Is 6,8).

A fim de viabilizar a comunicação da CF 2013 e melhor difundir o tema entre os jovens, fiéis da Igreja e das diversas instâncias da sociedade, uma equipe de trabalho para esta CF se reuniu em Brasília para discutir como provocar a participação dos jovens nas ações da Campanha.

Esta equipe de comunicação para a CF formatará toda a divulgação do tema e lema da Campanha através das redes sociais, TV, rádio, impresso, vídeos etc, com o objetivo de despertar o interesse para o aprofundamento do texto-base, abordar temáticas relacionadas com a juventude, sugerir ações de promoção da CF, além de ser uma importante preparação para a JMJ 2013.

Além disso a CNBB está promovendo dois importantes concursos que são para a escolha do cartaz e da música do hino da campanha. O prazo para a inscrição é até 10 de maio de 2012.

*CNBB

Paróquias de Santos têm palestras sobre saúde

Padrão

 

“Crer no Evangelho é crer em Jesus Cristo que na doação amorosa da cruz deu-nos vida e concedeu-nos a graça de sermos filhos do Pai. Com sua morte, transformou todas as realidades, criando um novo céu e uma nova terra… É um caminho, porque processo existencial, mudança de vida, transformação da pessoa que recebeu a graça de ser discípulo-missionário. A oração, o jejum e a esmola indicam o processo de abertura para sermos tocados pela grandeza da vida nova que nasce da cruz e da ressurreição” (Texto-Base da CF 2012, p. 9).

Nesse sentido, a Campanha da Fraternidade, com o tema “Fraternidade e Saúde Pública”, aponta caminhos e pistas para que a novidade do Evangelho possa se fazer presente na realidade do mundo da saúde pública, tão ‘doente’  no nosso País. Realidade que precisa ser ‘convertida’ pela ação eficaz dos cristãos, para que os agentes públicos possam cumprir sua responsabilidade de cuidar com dignidade da saúde dos 190 milhões de brasileiros.

Nas comunidades as iniciativas em relação à Campanha da Fraternidade já começam a aparecer. Na Paróquia Santa Cruz, em Santos, a comunidade vai investir na “educação para a prática de hábitos alimentares saudáveis, importantes para a prevenção de doenças”, explica Pe. Arcídio Favreto, pároco e coordenador diocesano da Pastoral da Saúde. “É uma atitude simples, que pode ser feita a partir de casa e todos conhecem os benefícios da alimentação saudável”, avalia.

As paróquias Santo Antonio do Embaré e S. Benedito, em Santos, vão realizar um ciclo de palestras com temas relacionados à saúde, “para conscientizar a população sobre questões básicas, mas que ainda não estão no cotidiano das pessoas e através das discussões, poder tomar alguma decisão sobre ações concretas dentro do tema”, explica Vera Maria Roman Torres, do Conselho Paroquial de Pastoral da Igreja do Embaré.

A Pastoral da Juventude também já tem um calendário de palestras sobre o tema da CF, e o encontro é aberto a todos os jovens. “No ano passado, os encontros do Dia de Formação sobre a CF reuniram em torno de 250 jovens, mas esse ano a expectativa é de reunir 400”, avalia Lincoln Spada, da Coordenação Diocesana da Juventude.

Palestras na Igreja do Embaré
Todas as palestras começam às 19h30.
7/3 – Saúde do Adulto/Idoso – Dr.Luiz Fernando Gomes da Silva.
14/3 –  Saúde da Mulher – Dra. Vera Andrade.
 21/3 – Saúde Bucal – Prof. Dr. Caio G. Roman Torres.
28/3 –  Doenças Crônicas não-transmissíveis- Dr. Rubens Amaral.
O Amor de Deus e a Saúde Pública – Seguindo os Passos de Jesus – Frei Claudemir Vialli, pároco do Embaré.
End.: Av. Bartolomeu de Gusmão, 32 – Embaré (Orla de Santos).

Palestras na Igreja S. Benedito
Todas as palestras começam às 20h.
5/3 – Saúde Bucal – Dr. Rogério R. de Souza.
12/3 – Fé e Saúde – Maria Eduarda dos Santos/Pastoral Familiar.
19/3- Meio Ambiente – Felipe Augusto/Promotor na área de Meio Ambiente.
26/3 – Drogas e suas consequencias – Leônidas/Missão Belém.
2/4 – Saúde após os 40 anos – Dr. Rubens Amaral.
End.: Av. Afonso Pena, 350- Embaré – Santos.

*Assessoria da Diocese de Santos

Lançado concurso de hino da CF-2013

Padrão

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) está lançando o concurso para a letra do hino da Campanha da Fraternidade de 2013. O hino será escolhido em duas etapas: na primeira, será feita a escolha da letra, com prazo de entrega das composições até dia 11 de dezembro de 2011; na segunda etapa, será feito o concurso para a música, até março de 2012.

A Campanha da Fraternidade de 2013 tem como tema: “Fraternidade e juventude”, e o lema: “Eis-me aqui, envia-me!” (Is 6,8).

“A CNBB solicita a colaboração de todos os poetas para a criação de um texto belo e profundo, que reflita a realidade da juventude, sua espiritualidade, seus anseios, suas lutas e esperanças”, salientou o assessor da CNBB para a Música Litúrgica, padre José Carlos Sala.

O Objetivo Geral da CF 2013 diz que “refletir sobre a realidade das juventudes no contexto da atual cultura midiática, para compreender seu impacto na vida dos jovens à luz do evangelho, acolhendo-os como sujeitos e, com eles, construir relações e estruturas que promovam a Vida”.

Segundo o padre José Carlos Sala, é importante estudar o documento da CNBB “Evangelização da Juevntude”.

Veja o edital do concurso:

Veja um texto de orientação (1):

Veja um texto de orientação (2):